Candidato Simulator – Reformulação do Roteiro

Candidato Simulator – Reformulação do Roteiro

25/09/2018 0 Por cyber

Após a apresentação do CheckPoint 1, foi necessário modificar e incrementar alguns pontos na história do jogo, deixando-a mais amarrada e ter maior facilidade em permitir incrementar histórias paralelas.

Para alcançar esse feito, foi necessário pensar em algum marco que fosse o centro de tudo, algo que desse começo, meio e fim para a história. Assim nasceu o Hotel Juntamares, uma empresa que deseja construir uma filial na cidade de Pontal da Tartaruga. Ela será o ponto chave na história. Ela irá causar a revolta do povo, ela será responsável pela principal pressão dos empresário e ela só será construída se o jogador permitir; e isso tudo irá afetar no final do jogo, onde o jogador vence ou perde as eleições de pontal.

Confira como ficou a introdução à história da cidade:

História da cidade – Pontal da Tartaruga

A história do jogo se passa na cidade de Pontal da Tartaruga, uma pequena cidade conhecida pela famosa desova das tartarugas em seu litoral. Já foi uma pequena cidade litorânea de pescadores, mas agora é uma cidade em constante desenvolvimento,contando com aproximadamente 10 mil habitantes.

Com uma bela praia e uma cidade pacata, Pontal é alvo de uma forte onda turística. Com isso, a rede de hotéis Juntamares deseja abrir uma filial na cidade. Para conseguir tal feito, ela deve conseguir um alvará de autorização, mas, se o atual prefeito da cidade, Firmino, facilitar o processo, rapidamente o hotel será feito na cidade.

Entretanto, nem todo mundo é a favor da chegada da famosa Juntamares, principalmente os poucos pescadores da região e o integrantes do movimento PPL (Povo em Primeiro Lugar). Os principais problemas apontados por ambos é a falta de consciência ecológica da empresa (que pode afetar o ciclo de vida das tartarugas) e o histórico de maus tratos com os funcionários. O movimento alega que, se a rede de hotéis de instalar em Pontal, logo a cidade irá se transformar um point para turistas e que logo, a mesma irá perder sua identidade própria.

Contudo, há quem veja isso como uma oportunidade. Diminuir a taxa de desemprego e melhorar a cidade como um todo para o bem estar da população, que são as principais críticas que Firmino vem recebendo em seu mandato e responsáveis pela sua queda de popularidade nas eleições que estão por vir.

Além da pressão do povo, Firmino também vem recebendo pressão da própria rede de hotéis. Afirmando que, se isso não ocorrer, Pontal ficará marcada e nenhuma outra empresa irá investir tanto dinheiro assim em uma cidade tão pequena. O político se vê em uma sinuca de bico.

A fim de decidir o que será melhor para Pontal, reconquistar o povo desacreditado e tentar se reeleger, Firmino vai às ruas para resolver a situação, ou pelo menos tentar.